Facebook se recusa a remover o vídeo de um gatinho coberto de gasolina e incendiado

Noticias Do Mundo

O Facebook se recusou a retirar o vídeo de um gatinho coberto de gasolina e incendiado.

O gigante da web teria dito que as imagens chocantes não violam nenhuma de suas regras.



Agora a caça aos culpados está por trás das imagens de terror que parecem ter sido filmadas no exterior. O rosto de um dos homens é mostrado brevemente no clipe acima.

O filme mostra dois homens empurrando o animal para um balde e derramando líquido sobre ele. Editamos o filme antes de você vê-lo sendo incendiado.

Ele pode então ser visto escapando do balde e correndo ainda em chamas.



O gatinho rola em evidente aflição, mas um dos homens coloca mais combustível enquanto queima.

Quando as chamas se apagam, um saco plástico pode ser visto sendo colocado sobre o animal.

O clipe causou repulsa online, com milhares de comentários do Facebook sobre ele - mas o site de rede social se recusou a retirá-lo.



O Facebook se recusa a remover o vídeo do gato incendiado

O Facebook se recusou a remover o vídeo do gato incendiado

Relatórios como o seu são uma parte importante para tornar o Facebook um ambiente seguro e acolhedor.

Um porta-voz do Facebook disse que o clipe foi analisado e considerado de acordo com as diretrizes, informou o Mail Online.

Ela disse: 'As pessoas vêm ao Facebook para compartilhar experiências do mundo ao seu redor e, às vezes, isso pode resultar no compartilhamento de conteúdo que alguns podem achar perturbador.

'Embora não permitamos conteúdo que incentive diretamente a violência, tentamos criar um ambiente seguro que equilibre o desejo das pessoas de se expressarem e, em alguns casos, condenar o que veem.'

A filmagem do gato sendo queimado contém uma mensagem de aviso e não foi carregada por nenhum dos homens.